APASE - Sindicato dos Supervisores de Ensino do Magistério Oficial no Estado de São Paulo

DIRETORIA

GESTÃO 2017-2020

 

Rosângela Aparecida Ferini Vargas Chede - Diretora-Presidente

Segundo Mandato

 

APASE - Sindicato dos Supervisores de Ensino

 do Magistério Oficial no Estado de São Paulo

Diretoria APASE - Gestão 2017-2020

 

 

Diretoria Executiva:

Rosângela Aparecida Ferini Vargas Chede - Diretor-Presidente
Gisele Kemp Galdino Dantas - Diretor Vice-Presidente
Carmen Sílvia Bueno de Oliveira - Diretor de Secretaria
Aparecida Antonia Demambro - Diretor Geral de Finanças
Luís Antonio Nunes - Diretor de Organização Sindical
Maria José dos Santos - Diretor de Ass. Educ. e Legislação
Maria José A. Rocha R. da Costa - Diretor de Comun., Cultura e Lazer

 

Suplentes Diretoria Executiva: 

Diego Antônio A. Brea Fernandez; Sonia Maria Busnardo Almeida; Adelina Messura Matheus; Vera Maria Rosa Zuffo Rossetti; Maria Lucia Lanza

 

Conselho Fiscal:

Vicente Diniz Filho; Maria Regina Pereira Araujo; Eliana Pahim Martins Gomes

 

Suplentes Conselho Fiscal:

Tânia M. Gomes Stocco; Ana Maria Boa V. Fabian; Rosane Guedes

 

Conselho Deliberativo:

João da Silva Barbosa - Presidente
Ismael de Jesus Morales - Vice-Presidente
Evelize Assunta Padovani Monteiro - Secretário

 

Conselheiros:

Grande São Paulo - Centro: T-Alfredo Sergio Ribas dos Santos; S-Adalberto Magalhães de Lima; Centro-Oeste: T-; Centro Sul: T-Marta Maria S. B. de Almeida; S-Maria Elza Paiva de Assis; Leste 1: T-Lucilia Ap. de Freitas Costa; Leste 2: T-Sergio Roberto; Leste 3: T-; Leste 4: T-; Leste 5: T-Eliana Costa da Cruz Negreiros; Norte 1: T-Maria Cecilia Soares da Anunciação; S-Norma Sueli Ghiraldi Paladini; Norte 2: T-; Sul 1: T-; Sul 2: T-; Sul 3: T-Ismael de Jesus Morales; S-Francisco Fernandes Campos; Caieiras: T-Joaquim da Costa Filho; S-Ivan Pereira de Souza; Carapicuíba: T-; Diadema: T-Alessandra Bartalini; Guarulhos Norte: T-Elio de Assis; Guarulhos Sul: T-Valdete Estevinho Rinaldi; S-Aziz Salles Saker; Itapecerica da Serra: T-Perla Paulo Pires; Itapevi: T-; Itaquaquecetuba: T-José da Conceição Nogueira; S-Juarez Bernardino de Oliveira; Mauá: T-Maria do Carmo S. Alves; S-Mara Torroglosa; Mogi das Cruzes: T-Fernanda Conceição Fontanelli; Osasco: T-Maria de Fátima Francisco; S-Edinéia dos Santos Pereira; Santo André: T-Cátia Santos S. Pereira de Araujo; S-Marisson Pedro Camargo; São Bernardo do Campo: T-Luis Amauri Caratin; Suzano: T-Marco Antonio de Carvalho; Taboão da Serra: T-Graciete Galvão de Paula Leite; S-Célia Batista Martins.


Interior - Adamantina: T-; Americana: T-Rita de Cassia Casagrande; Andradina: T-Silvana Margarete C. da Silva Benvenuto; S-Patricia C. Amorim de Carvalho; Apiaí: T-; Araçatuba: T-; Araraquara: T-; Assis: T-; Avaré: T-; Barretos: T-Cleuvanir Ap. Tojeira; S-Sumáia Gamej Domingues; Bauru: T- Maria Manoela Maschietto Brito; S-Eliana de Fátima Príncipe Penhafiel; Birigui: T-Valéria C. Galdeano Rueda; S-Maria Noemi Gonçalves do Prado Manfredi; Botucatu: T-; Bragança Paulista: T-Elenira Martins Sanches Garcia; S-Eliette Lucas; Campinas Leste: T-Maria Adriana Bachion; Campinas Oeste: T-; Capivari: T-; Caraguatatuba: T-José Claudio Tavares; Catanduva: T-Simone Andrela Angeloti; S-Luciana B. Lopes Pereira; Fernandópolis: T-Rosangela Caparroz Garcia; Franca: T-João Nery Giorgetti; S-Marcio Augusto Bugni; Guaratinguetá: T-; Itapetininga: T-Solange C. Pires de Campos; S-Deise de Sales Rustichelli; Itapeva: T-Neli Cordeiro de Miranda Ferreira; Itararé: T-Aneor Peres Gusmão; S-Maria Aparecida da Rocha; Itu: T-Evelize Assunta P. Monteiro; Jaboticabal: T-Maria Dalva Bertani de Freitas; Jacareí: T-Alcione Zaniboni Corral; S-Márcia Ap. da Silva Ferraz; Jales: T-; Jaú: T-Silvana Regina da Cruz B. R. Branco; S-Maria Medianeira de A. Pacheco; José Bonifácio: T-; Jundiaí: T-Rosaura Ap. de Almeida; S-Adão Aparecido Souza; Limeira: T-; Lins: T-; Marília: T-Aparecido de Oliveira; Miracatu: T-; Mirante Paranapanema: T-Marisa Bezerra de Melo; S-Joceli Sevilha Gonçalves Barbeto; Mogi Mirim: T-Cenise Arelaro; S-Denise Camargo Gomide; Ourinhos: T-; Penápolis: T-João da Silva Barbosa; S-; Pindamonhangaba: T-Ailton José Agostini; Piracicaba: T-; Piraju: T-Sandra de Fátima T. R. Tonon; Pirassununga: T-; Presidente Prudente: T-Helena Aparecida de Lima; S-Dorlei Ap. Maurício Geremias; Registro: T-Selma de Araujo Torres Omuro; S-Carlos José Alves Morais; Ribeirão Preto: T-; Santo Anastácio: T-Antonia dos Santos; Santos: T-Vera Balbino da Silva; São Carlos: T-Leila Leane Lopes Leal; S-Maria Tereza Moretti Vilicev; São João da Boa Vista: T-Joyce M. Araujo Santos; S-Helena Leal Sampaio Delbin; São Joaquim da Barra: T-Kênia Colombo Colmanetti; S-Eduardo Aparecido Ambrozeto; São José do Rio Preto: T-Maria José B. de Moraes; S-Dinamarça da Silva; São José dos Campos: T-; São Roque: T-; São Vicente: T-Ariadeney Valente Ferreira; S-Evelyn Soares Urquieta; Sertãozinho: T-; Sorocaba: T-Rosangela Quequetto de A. Arcos; Sumaré: T-Marcos Fortes de Bastos; Taquaritinga: T-Maristela G. Romanini; S-Glaucia Bertelli dos Reis; Taubaté: T-; Tupã: T-Rosangela Ruiz Gomes; S-Elida Rejane B. Herculani; Votorantim: T-Marisa Cortez Rangel; Votuporanga: T-Luciene Pereira P. Marchioreto; S-Maria Fátima de Oliveira Magalhães.

 


Discurso de Posse

 

Junho 2017

 

Iniciamos mais uma gestão à frente da Entidade!

 

Durante o triênio de nossa primeira gestão, buscamos resgatar a união da categoria, de forma orgânica e articulada, com visitas às Diretorias de Ensino, ouvindo e nos aproximando de nossos pares que, normalmente, não possuem disponibilidade de estarem em nossa sede. Desta forma, pudemos conhecer as demandas locais e reais desses supervisores e integrá-los na luta por uma educação com qualidade social e em defesa da supervisão de sistema.

 

No processo de mobilização e luta implementamos vários eventos e insistentemente, cobramos do Governo melhores condições de trabalho e salário, bem como a realização do concurso público, que chegou a ser sinalizado pelo Secretário de Educação à época. Passamos a ser vistos pelo Governo e nossas reivindicações a fazer parte da agenda política e constatamos que há muito por fazer em prol da categoria, que está motivada a lutar ainda mais!

 

Assim, contamos nesta nova fase com a presença de outros membros, principalmente de Aposentados, que vieram compor a Diretoria e trazer mais força e trabalho ao processo de condução da entidade.

 

É extremamente gratificante ver que a luta não é solitária, mas conta com o apoio dos colegas, ainda que tenhamos consciência dos desafios que despontam.

 

Obrigada a todos que nos apoiaram, que confiaram e acreditaram que podíamos fazer a diferença, tanto na primeira eleição, quanto na reeleição cuja responsabilidade é em dobro.

 

É certo que os últimos anos não foram fáceis! Encontramo-nos sem reajustes e sem recomposição salarial há três anos. Além de nossa pauta de reivindicações apontamos para a necessidade do Governo priorizar a educação em suas políticas!

 

E enfatizamos a importância que a Educação ocupa para a construção de um projeto de sociedade mais justa e igualitária, com sujeitos emancipados, conscientes de seu tempo e prontos para intervir e transformar a realidade.

 

Para esta nova realidade, insistimos na necessidade de ruptura com práticas gerenciais voltadas para o cumprimento de metas e resultados, pautadas por uma agenda empresarial, e pensadas, grosso modo, por instâncias alheias à educação, desconectadas da realidade e do sistema de ensino paulista e o pior, com características altamente desumanizadoras.

 

E salientamos que, neste momento, o Supervisor aposentado, mais do que ninguém, sentiu em sua própria existência o peso das proclamadas políticas de cortes, de contingenciamento, de austeridade na gestão dos gastos públicos, dentre tantas outras.

 

Se vivemos um período de crise, como constantemente anunciado pela mídia, com diminuição de arrecadação de impostos, alta na taxa de desemprego, recessão econômica, tudo isso não pode ser motivo para suprimir direito constitucionalmente garantido que é o direito de ter revisão salarial. A crise não pode refletir no magistério paulista. E isso, insistentemente cobramos do Governo, pois, apesar da queda de arrecadação, a rentabilidade em nosso país foi ampliada e os serviços da dívida pública estrangulam o orçamento da Federação.

 

Todo este contexto torna ainda mais difícil a existência para nós que, diuturnamente, desempenhamos nossas funções em prol da educação, diante do quadro de reformas (previdenciária, trabalhista, do ensino médio entre outras) intentadas por um Governo e um Parlamento, padecedores de uma égide de legitimidade moral, ética e até mesmo de representatividade para a implementação de tais reformas.

 

Sob esta conjuntura, de muitas frentes de luta a serem enfrentadas é que nossa Diretoria foi reeleita. Mesmo diante de um cenário desfavorável para o Sindicato manter e ampliar suas conquistas, a base da categoria reconheceu a dedicação maior empreendida pelos membros da diretoria em nossa gestão que priorizou, estendeu e zelou pela Participação e voz de todas as regiões representadas no Conselho Deliberativo. A União fez a diferença nesta caminhada de fortalecimento do coletivo.

 

Os momentos de formação (tanto para o cotidiano quanto para a militância), com o devido aporte no orçamento Apase visaram à garantia de condições materiais para a participação individual nas reuniões deliberativas e decisórias da entidade.

 

Por fim, enfatizamos que encontrar espaços e garantias para promoção da práxis social e emancipação dos sujeitos, em tempos de tentativa do silenciamento de nossas consciências ou pior, de imposições de um padrão comum de pensar, rasteiro e alienante, que descaracterizam a humanidade e dividem pessoas como se coisas o fossem, despontam como necessidades prementes da nossa gestão.

 

Para atendê-las, a Diretoria – Outros Tempos, Novos rumos: Participação e União - renova o seu compromisso e desafio maior: promover a gestão compartilhada no Sindicato Apase. E convida a cada um de vocês, como disse Ghandi, a “ser a mudança que deseja no mundo”.

 

Ressaltamos que esta gestão se concretiza no momento em que as diferenças dialogam dentro do mesmo espaço; se concretiza quando aposentados e ativos complementam as teses defendidas pela entidade e demonstram o quanto o encontro de gerações promove avanços e consolidam valores humanos consagrados historicamente, como o respeito, a solidariedade, a alteridade e tolerância a favor de uma causa comum; se concretiza quando as várias vozes podem ecoar e serem ouvidas sem censura ou intimidações; enfim, se concretiza quando o individual integra dialeticamente o coletivo que participa de forma ativa e, não somente dos momentos consultivos, mas sobretudo das decisões tomadas para o desenvolvimento das ações prioritárias do Sindicato.

 

Finalizo conclamando a todos e a todas para refletirem sobre a nossa responsabilidade na construção de uma educação emancipadora. E dizer da minha crença em uma sociedade melhor, ética e justa.

 

Santo Agostinho nos instiga... “Milagres não são contrários à natureza, mas apenas contrários ao que entendemos da natureza”! Paz e Bem!

Rosângela Aparecida Ferini Vargas Chede - Diretora-Presidente APASE

 

 

 

  

APASE - Sindicato dos Supervisores de Ensino do Magistério Oficial no Estado de São Paulo
Rua do Arouche - 23 - 1° Andar - CEP 01219-001 - SP - São Paulo - Telefone - (11) 3337 6895