APASE - Sindicato dos Supervisores de Ensino do Magistério Oficial no Estado de São Paulo

DIRETORIAS ANTERIORES

RELEMBRANDO A HISTÓRIA DA ORGANIZAÇÃO DA CATEGORIA, EM HOMENAGEM AOS COLEGAS QUE, DESDE A FUNDAÇÃO DA ASSOCIAÇÃO PAULISTA DE SUPERVISORES DE ENSINO, EXERCERAM A PRESIDÊNCIA DA DIRETORIA EXECUTIVA

 

1º Presidente: 1981 e 1982
Prof. Roberto Bueno Sobrinho

Com a fundação da APASE, em 14 de novembro de 1981, foi eleito para conduzir os trabalhos para a elaboração do primeiro Estatuto.

Realizou duas reuniões referentes à participação da Associação na Campanha Salarial, conforme documentado nos dias 13 e 19 de março de 1982, levando a Associação a resistir a repressão da administração contra o movimento de reivindicação do magistério.Na ocasião, iniciaram-se as lutas da Supervisão em defesa da categoria, empreendendo as primeiras campanhas.

Organizou a primeira eleição direta que ocorreu em 26 de junho de 1982.

2ª Presidente: 1982 a 1984
Profª. Maria José Brandão Machado

Nessa gestão, APASE atuou mais intensamente da organização e participação em Campanhas Salariais Unificadas com outras Entidades de Classe para resolver o problema da defasagem salarial.

Também, nessa época foi realizado o Fórum de Debates sobre Educação.
Já em abril de 1984, a Associação se mobilizou na Greve Geral do Magistério.

Ainda nesta gestão, com a eleição do Governador Montoro, iniciou um tratamento mais democrático para as questões da educação e seus profissionais. Mesmo assim, a questão salarial só foi resolvida mediante Greve Geral dos Servidores Públicos. Nessa greve o Magistério conquistou piso de cinco salários mínimos, progrediu cinco referências e a participação nos estudos para um novo Estatuto do Magistério.


3ª Presidente: 1984 a 1988
Profª. Márcia Barros Scaranello

Eleita em 29 de junho de 1984 e, em 19 de setembro de 1986, para um segundo mandato.

Continuam as discussões para o Estatuto do Magistério, conhecido como Lei Complementar 444/85, sobretudo dos aspectos de organização das funções supervisoras no âmbito do Sistema e a exigência de outro Concurso Público para provimento do cargo de Supervisor de Ensino.

Na ocasião, a entidade participou da análise dos resultados do Estudo do Documento 1, da SEE, que teve como conseqüência a implantação do Ciclo Básico de Alfabetização no Estado de São Paulo.

Avançou-se quanto à ampliação do número de sócios APASE que passou para 522 e conseguiu-se que a arrecadação da mensalidade ocorresse no hollerith.

Em 1986, a Supervisão de Sistema do Estado de São Paulo passa a ser questionada pela CENP, que a entende desnecessária. Começa-se então, a grande luta para o resgate da figura do supervisor e para sua manutenção na carreira do magistério.

Nesta gestão, em 1986, foi realizado o 1º Encontro Estadual de Supervisores de Ensino – APASE, em Bertioga, com os temas: “A Educação na Constituição”, “O papel da Escola” e “O papel do Supervisor de Ensino”. Na seqüência, em 1987, foi realizado o II Encontro de Supervisores em Águas de Lindóia, com o tema “A Reforma Administrativa e a função do supervisor” que, ampliado, focalizou também a “Administração financeira e de materiais” e a “Redefinição do papel das DREs”. O III Encontro foi realizado em Águas de Lindóia, em 1988, com o tema: “A Formação do Supervisor educacional e a nova Lei do Ensino!, com ênfase na análise da qualidade da escola pública e a sua implicação política.

Nesta gestão, APASE também participou de quatro Encontros nacionais, organizados pela então Federação Nacional de Supervisores Educacionais – FENASE, realizados em Belo Horizonte, Salvador, Recife e Maceió.

4ª Presidente: 1988 a 1990
Profª. Fumiko Kikuchi Obata

Eleita em 30 de setembro de 1988.

Nesta gestão ocorreu a organização e eleição de representantes das Delegacias de Ensino junto à APASE.

Começam os estudos da transformação da Associação em Sindicato, a luta em prol dos aposentados e sua permanência no Quadro do Magistério e estudos sobre as propostas de municipalização.

Em abril de 1989, APASE participa de nova luta para correção salarial. A Campanha foi unificada com todas as Entidades do Magistério e com elas participou do movimento grevista de 60 dias.

O IV Encontro APASE foi realizado em 1989, em Bertioga, com o tema: “LDB – implantação nos âmbitos federal e estadual.”

Em 05/06/90, em Assembléia Geral, foi aprovada a fundação do Sindicato APASE com o respectivo Estatuto, bem como foram eleitos a Diretoria Executiva e o Conselho Fiscal.

5ª Presidente: 1990 a 1993
Profª. Aulenir Alves Miranda

A primeira Diretora-Presidente da Entidade como Sindicato. Foi nesta gestão a primeira edição do Jornal APASE, em julho de 1990.

Realizou o V Encontro APASE, em 1990, em Peruíbe; o VI Encontro em 1991, em Campos do Jordão, com o tema: “Política Educacional e Construção de uma Sociedade Democrática” e o VII Encontro em Campos do Jordão, em 1992, com os temas: “As relações entre ética e política”, “Transformação da Supervisão no concreto da História da Educação no Estado de São Paulo” e “ A questão da cidadania”.

Após várias negociações, o Sindicato-APASE conseguiu a realização do 3º Concurso Público para Supervisor de Ensino. Ainda, nesta gestão, o sindicato participou do Curso de Capacitação dos Supervisores Ingressantes realizado em parceria com a FDE.

Em sua gestão, março de 1992, foi adquirida a primeira sede própria para o Sindicato-APASE.

Promoveu ampla discussão sobre a Supervisão Paralela na Escola Padrão e a Reestruturação das Delegacias de Ensino.Desenvolveu campanha de ampliação do quadro de filiados, que atingiu 2.108 supervisores.

Das lutas conjuntas da Diretoria e filiados, foram conseguidos importantes benefícios à categoria: extensão da Gratificação de Dedicação Plena e Exclusiva aos Supervisores de Ensino; atualização de Verba de Transporte; e Contratação de Assessoria Jurídica para o Sindicato.

6ª Presidente: 1993 a 1996
Profª. Anna Maria Quadros Brant de Carvalho

Eleita em 05 de junho de 1993, como Diretora-Presidente.
Participou da Campanha Salarial Unificada do Funcionalismo Público, com Atos Públicos e paralisação seguida da greve de 79 dias. Realizou análise da evolução salarial do Supervisor de Ensino – 1979 a 1994 – para subsidiar a correção salarial. Nesta ocasião, delegações de filiados do Sindicato-APASE realizaram várias viagens à Brasília, com o intuito de garantir direitos constitucionais frente às Reformas da Previdência, Administrativa e Educacional.

Promoveu o VIII Encontro Estadual em abril de 1994, no Memorial da América Latina, São Paulo, com o tema “Supervisão e Educação para a cidadania” ; o IX Encontro, em julho/agosto de 1995, no Colégio São Luiz, São Paulo, com o tema ”A Supervisão de Ensino e a Educação no 3º Milênio” e o X Encontro, em abril de 1996, também no Memorial da América Latina, com o tema “A Reforma do Estado e a Educação”.

Nessa gestão, foi desenvolvida a luta pela consolidação de um Sindicato forte e independente e pela valorização da aprovação em concurso público na classificação para substituição de Supervisor de Ensino. Abriu espaço para que os filiados interessados concorressem às vagas de Juiz Classista Temporário Representantes dos Trabalhadores.

Realizou capacitação de Supervisores em parceria APASE – FDE, com o tema: “Escola, espaço de construção da cidadania”.

Trabalhou para o fortalecimento do movimento dos professores aposentados.
Por proposta de filiados, criou o Suplemento de Legislação, encartado no Jornal APASE, primeira edição em setembro de 1995.

Ainda, conduziu a luta em defesa da garantia dos direitos dos Supervisores de Ensino no Plano de Carreira do Magistério Paulista e na Reforma da Previdência.

7ª Presidente: 1996 a 2002
Profª. Maria Antonia Oliveira Vedovato

Eleita Diretora-Presidente, com posse em 03 de junho de 1996 para o 1º mandato e em 02 de junho de 1999, para o segundo.

Uma de suas primeiras ações foi a compra da atual sede do sindicato.

A partir de avaliações das instâncias diretivas e de sindicalizados, renovou-se o Jornal APASE e foi reformulada sua periodicidade, iniciando as edições mensais. Sistematizou o Suplemento de Legislação APASE com publicações mensais e textos legais da União, Estado e Município de São Paulo.

Mediante sugestão da Diretoria, foi instituído o Suplemento Pedagógico APASE, como subsídio à atuação da Supervisão junto às Escolas, em edições quadrimestrais.

Nessa gestão, o sindicato participou ativamente de lutas pelas melhores condições de trabalho e de salário, contra o Plano de Carreira imposto pela Secretaria da Educação e pela realização de Concurso Público para Supervisor de Ensino, em Audiências com o Governador e Secretários, carreatas ao Palácio de Governo e à Assembléia Legislativa, atos públicos e greves.

No período, foram realizados Encontros Regionais de Supervisores de Ensino para discutir a LDB – 9.394/1996, Municipalização, Supervisão de Sistema, condições de trabalho da Supervisão.

Também, foi organizada campanha para ampliar o número de sindicalizados.
Em continuidade, foram realizados o XI Encontro de Supervisores em Campos do Jordão, em maio de 1997, com o tema “Estado e Educação. Onde Estamos? Para onde iremos?”; o XII Encontro em Águas de Lindóia, em setembro de 1998, com o tema “Supervisão Hoje – Teoria e Prática. Supervisor, que profissional é este? Uma revolução por fazer”; o XIII Encontro em Águas de São Pedro, abril de 1999, tema “Sociedade-Educação-Supervisão: Ressignificando Relações”; o XIV Encontro em Campos do Jordão, maio/junho de 2000, com o tema “Educação, responsabilidade de todos: Estado-Sociedade-Cidadão”; o XV Encontro realizado no Parlatino, em São Paulo, em maio/junho de 2001, tema “No cotidiano do presente, a construção do futuro: um horizonte para a Supervisão da Educação” e o XVI Encontro realizado em Águas de Lindóia, abril de 2002, com o tema “Educação: Agenda para o início do Século, contribuição da Supervisão”.

Mediante solicitações de sindicalizados acolhidas pela diretoria da entidade, com objetivo de promover Capacitação Continuada à categoria, foram sistematizadas as Sessões de Estudo, coordenadas pela Diretoria de Assuntos Educacionais.
Foi nesta gestão que se iniciou a Mostra com Arte e foi implantada a seção Cultura e Lazer no Jornal APASE e a convivência para filiados aposentados.

Ainda, nesta gestão, o Sindicato-APASE ganha Mandado de Segurança Coletivo determinando pagamento da Gratificação por Trabalho Educacional – GTE, a partir de abril de 2001, a todos os filiados aposentados.

Em novembro de 2001, realizou-se festividade comemorativa aos 20 anos APASE, com homenagem aos fundadores da Associação e a todos os Presidentes desse período.

Após 10 anos de árduas lutas, em fevereiro de 2002, conseguiu-se a autorização para realizar o 4º Concurso Público para Supervisor de Ensino.

8ª Presidente: 2002 a 2005
Profª. Maria Clara Paes Tobo

Eleita e empossada em 05 de junho de 2002.

Nessa gestão, o sindicato colaborou para a realização do 4º Concurso Público para Supervisor de Ensino, participando da Comissão Organizadora da Secretaria da Educação/CENP, publicando Separata no Jornal APASE com artigos de autoria do Sindicato e incluídos na bibliografia do concurso. Disponibilizou, também, toda a bibliografia para consulta dos candidatos. Participou das sessões de escolha de cargos pelos concursados e do treinamento dos supervisores recém-nomeados.

No período, lutou-se ativamente pela melhoria das condições de trabalho e de salário da Categoria e pela garantia dos direitos constitucionais frente à Reforma da Previdência, participando de Audiências com Secretários de Estado, Assembléia Legislativa, em Atos Públicos e carreatas, e em Caravanas à Brasília.
Dando seqüência às promoções anteriores, foram realizados: o XVII Encontro de Supervisores em Águas de São Pedro, em junho de 2003, com o tema “Ética: uma reflexão sempre necessária” , sendo que neste Encontro aconteceu o lançamento do SAS/Subsídios para a Ação Supervisora; o XVIII Encontro em Campos do Jordão, maio de 2004, tema” Supervisão de Ensino: uma Função de Estado” e o XIX Encontro, em Águas de São Pedro, em maio 2005, com o tema “Educação: humanização e relações de poder”.

A partir de 2002, iniciou a publicação dos anais dos Encontros de Supervisores do Magistério, em Revista APASE, editada após cada evento.

No período, o sistema de divulgação do Sindicato foi revisado e atualizado, aprimorando mais ainda as edições do Jornal APASE e a Página APASE na Internet.

A diretoria participou em eventos de Educação nacional e internacional, e deu continuidade à co-participação no Laboratório de Gestão da Educação/LAGE- UNICAMP e UEBRAJA.

Ainda, foi disseminado o trabalho de capacitação dos Supervisores, com Sessões de Estudos na sede e nas regionais APASE do interior.

Conseguiu-se espaço, para representantes do sindicato, filiados e diretoria, participarem das discussões, com apresentação de propostas, para o Plano Estadual de Educação.

Face às preocupações da categoria, foram elaborados estudos sobre a situação da Supervisão nas Diretoria de Ensino buscando ampliação do Módulo de Supervisores de Ensino das DEs. Concluídos eles foram encaminhados e debatidos com autoridades da Secretaria de Educação.

Em novembro de 2002, aconteceu a comemoração dos 21 anos de Fundação do Sindicato APASE e, em 2003, a instituição Dia do Supervisor de Ensino, 14 de novembro, com Sessão Solene na Assembléia Legislativa.

9° Presidente: 2005 a 2008
Prof. Severiano Garcia Neto

Eleito e empossado em 03 de junho de 2005.

Sua gestão foi marcada por ingresso e novo concurso para supervisor de ensino, luta pela recomposição do Módulo de Supervisão e reorganização das Diretorias de Ensino. Em junho de 2005, nomeação de 167 novos supervisores; em dezembro de 2006, após conquista de ampliação do Módulo de Supervisão com mais um supervisor para cada Diretoria de Ensino, chamada para ingresso de mais 90 supervisores; em novembro de 2007, após incessantes e fundamentadas reivindicações junto ao Governador, Secretários da Educação e da Gestão Pública, foi autorizada a realização de novo Concurso Público – em abril de 2008, publicadas as Instruções Especiais que nortearam o concurso para provimento de 372 cargos de supervisor de ensino, cuja abertura de inscrição ocorreu em maio.

Durante sua gestão foram realizados três Encontros Estaduais de Supervisores do Magistério:
XX – “Democracia, Política e Educação: suas relações”, de 30/05 a 02/06/2006, em Águas de Lindóia; XXI – “Democracia e Educação: Profissionalização do Serviço Público”, de 29/05 a 1º/ 06/2007, em Campos do Jordão; e XXII – “Educação Escolar e Supervisão de Sistema”, de 15 a 18/04/2008, em Águas de Lindóia.

Os anais destes Encontros foram publicados nas Revistas APASE nºs. 05, 07 e 09,
respectivamente. Foram editados, também, as Revistas APASE nº 06 – “FUNDEB e Educação Básica: uma reflexão necessária” e a de nº 08 – “SPPREV – São Paulo Previdência: uma reflexão necessária”; e os Suplementos Pedagógicos: Arte e Educação, setembro/2005; Conhecendo nossos alunos, março/2006; Articulando Tempo e Espaço – Foco no Ensino da História, agosto/2006; Articulando Tempo e Espaço – Foco no Ensino da Geografia, outubro/ 2006; Ensinando Matemática na escola e para a vida, abril/2007; Educação Física como corporalidade e movimento na vida humana, agosto/2007; Homem e Natureza no Ensino de Ciências, novembro/2007; e Aprendizagem e Escola, abril/2008.

Promoveu a continuidade do trabalho de capacitação dos Supervisores com a realização de Sessões de Estudos mensais e os Fóruns Sindicais anuais: II – Consolidando uma Carta de Reivindicações, III – Formando Lideranças, e, IV – Sindicato: espaço de participação e atuação.

A diretoria participou de Encontros Internacionais de Educação realizados no MERCOSUL/ CONESUL; Seminários do Laboratório de Gestão Educacional (LAGE) da UNICAMP.

Deu continuidade às comemorações anuais do Dia do Supervisor de Ensino, com solenidades na sede do Sindicato; e em 2007, na Assembleia Legislativa de São Paulo.

Das ações, campanhas e lutas realizadas no período em prol da valorização e melhoria das condições trabalhistas da categoria, obteve vitórias: em primeira instância jurídica (junho/2006) a extensão do pagamento da GAM – (Gratificação por Atividade do Magistério) a todos os filiados APASE aposentados; e incorporação do Prêmio de Valorização ao Salário (outubro/ 2007) e da Gratificação do Trabalho Educacional (julho/2008).

 

10ª Presidente: 2008 a 2011 
Profª Maria Cecilia Mello Sarno

Participando ativamente das lutas do Sindicato-APASE, em especial nas duas últimas gestões, quando ocupou o cargo de Diretor de Secretaria e Diretora Presidente, respectivamente, vem atuando firmemente na luta pela qualidade da educação paulista, em especial a pública, notadamente, na defesa intransigente da Supervisão de Sistema.

À frente da Presidência do Sindicato iniciou suas atividades imprimindo um ritmo novo à equipe, mobilizando, sensibilizando e racionalizando as ações de funcionários e filiados, sob a perspectiva das exigências de uma gestão eficiente e eficaz, em tempos cada vez mais difíceis para os profissionais da Educação.

Sua gestão, iluminada por um perfil aguerrido e franco, esteve atenta às principais bandeiras de luta do magistério, envolvendo todos os aspectos que interferem direta e indiretamente na educação paulista, rompendo com a visão de que toda entidade sindical é puramente corporativista. Sua administração, tendo como carro chefe a defesa da categoria, participou dos debates em torno das políticas públicas de currículo, de carreira, de investimentos, etc.

No primeiro ano de gestão, liderou o movimento para análise das Propostas Curriculares implantadas pela SEE, via Programa São Paulo faz Escola, conclamando os docentes da Faculdade de Educação da UNICAMP e entidades do magistério para, em conjunto, procederem a amplo estudo sobre o impacto desse Programa na qualidade da educação paulista. Esse estudo resultou na edição do Boletim “Proposta Curricular do Estado de São Paulo: Uma análise crítica”, em fevereiro de 2009, fartamente distribuído à rede objetivando fomentar o debate entre todos os educadores  na busca da construção coletiva. Universidade e Entidades, a saber: APASE, APEOESP E CPP sinalizaram que existe o caminho inverso ao proposto pela SEE, ou seja, a participação de todos na elaboração das políticas de currículo. Dando continuidade ao trabalho, em outubro do mesmo ano, foi lançada a Revista Educação & Cidadania- Volume 8- Número 1, contendo uma coletânea de artigos relacionados aos estudos acima mencionados, cuja riqueza e excelência dos trabalhos apresentados, per si falam.

Nesse caminho, consciente da importância do Sindicato na formação, atualização e aperfeiçoamento dos filiados, revitalizou as sessões de estudos, inovando sua dinâmica, assegurando que chegasse às mãos de todos os sindicalizados o conteúdo dessas sessões, por meio do envio de DVDs e material impresso a todas as Diretorias de Ensino a fim de que esses estudos pudessem ser socializados em cada canto do Estado de São Paulo. Além disso, todo material foi disponibilizado no site do Sindicato. Ainda, sob a ótica de manter todos os filiados permanentemente informados, deu início à emissão semanal do Boletim “APASE Informa” e remessa de Boletins Extras, contendo ações da entidade, notícias e artigos relacionados à educação, economia e política e revitalizou o site da Entidade que tem sido atualizado constantemente.

Consciente da importância do Supervisor de Ensino na implementação e implantação das políticas públicas para a educação, iniciou os estudos para o lançamento do Livro, preliminarmente intitulado “A história da Supervisão de Ensino do ponto de vista do Sindicato”, objetivando resgatar e manter devidamente registradas as lutas dessa categoria.

Outro ponto de extrema relevância durante toda a gestão foi a Campanha Salarial, carro chefe do Sindicato.  Nesse sentido, sempre visando à manutenção da união das entidades, trabalhou para a realização de diversas manifestações, atos regionais, visitas aos órgãos da administração, participação efetiva em audiências públicas, seja em câmaras municipais, na Assembléia Legislativa de São Paulo e no Congresso Federal, além do compromisso constante com as demais entidades representativas do funcionalismo público na defesa dos pontos comuns a todos. Durante o período à frente da presidência as demandas foram inúmeras e por consequência as ações para o enfrentamento necessitavam de medidas extremas em alguns casos. Como exemplo, cite-se a iniciativa e empenho incansáveis contra a LC 1097/2009, que instituiu a valorização por mérito, resultando na ADI, impetrada via CSPB – Confederação dos Servidores Público do Brasil, para sua derrubada. Também, manteve-se atenta às mudanças na legislação educacional que afetaram diretamente as condições de trabalho da Supervisão de Ensino, como as alterações na composição de setores de trabalho, a reorganização da S.E.E., os critérios de remoção e ingresso, entre outros, solicitando sempre audiências com a SEE para tratar desses temas e ter a oportunidade de levar as contribuições dos filiados, na intenção de minimizar os impactos negativos que tais ordenações poderiam provocar.

Paralelamente, foram também inúmeras as lutas para a defesa da vida funcional dos filiados. Juntamente com o Departamento Jurídico, várias ações individuais e coletivas foram impetradas, como por exemplo: revisão de critérios e concessão de bônus a aposentados, atribuição de cargo vago em substituição aos Supervisores em estágio probatório, impedimento de substituição em períodos inferiores a 200 dias, GAM e GTE aos aposentados, direito à licença-prêmio em pecúnia, fixação de data-base e concessão de reposição salarial, direito à aposentadoria especial, entre  outros. Também junto ao DRHU/SEE diversos contatos e reuniões para resolução do pagamento da verba de representação não recebida ou em atraso, demora na análise e homologação das evoluções pela via não acadêmica, garantia de ingresso aos concursados e outros. Participou das sessões de escolha de cargos pelos concursados e do curso de capacitação aos supervisores recém-nomeados, organizado pela Secretaria da Educação do Estado de São Paulo.

No que se refere aos eventos programados pela Entidade, deu sequência aos Encontros Estaduais, abordando os seguintes temas:

  • 2009- XXIII Encontro: Para onde vai a educação Paulista?
  • 2010 – XXIV Encontro: Educação e Economia: exigências da sociedade democrática.
  • 2011- XXV Encontro: 25 Encontros APASE: caminhos percorridos, perspectivas. Este último tido como especial, tendo em vista a comemoração dos 25 anos de encontros realizados sem perder suas principais características: excelência na qualidade e na organização e nível elevado dos palestrantes e comunicadores.

Os temas abordados apresentam uma linha clara de condução, visando contribuir para a reflexão de todos os participantes, mantendo a histórica qualidade na seleção dos palestrantes, bem como na edição da Revista APASE, contendo todos os artigos apresentados durante os encontros.

Na mesma linha, deu continuidade à realização dos Fóruns Sindicais, enquanto momentos de extrema importância para a reflexão de todos os filiados quanto à ação sindical e ao necessário compromisso e comprometimento de todos nas lutas em defesa da categoria que deram origem às Cartas Sindicais contendo os princípios da Supervisão de Ensino e as proposições para uma atuação adequada, respaldada em condições de trabalho apropriadas e valorização do Supervisor de Ensino.

Foram tratados os seguintes temas:

2008 – Organização, mobilização e atuação da Supervisão de Ensino no sistema educacional do Estado de São Paulo

2009 – Supervisão de Ensino: organização sindical e a (re)construção da democracia

2010 – Supervisão de Ensino e Militância Sindical: Oportunidade de crescimento profissional, pessoal e caminho para a construção de uma sociedade justa.  

Além das atividades citadas, acompanhou e participou de Congressos, Conferências, Seminários, Fóruns e Encontros realizados tanto pela sociedade civil, como por instituições públicas e privadas que atuam no campo da educação, notadamente a paulista, dando continuidade à co-participação no Laboratório de Gestão da Educação/LAGE- UNICAMP.  Ainda, tendo em vista a defesa dos especialistas nos termos do artigo 64 da LDB 9394/96, como profissionais fundamentais na elaboração, implementação e avaliação das políticas públicas para educação e essenciais para articulação dos colegiados e instituições auxiliares das unidades escolares tendo como referência o ensino de qualidade e a gestão democrática, deu continuidade à realização anual em Brasília-DF do Fórum Nacional dos Representantes das Entidades de Especialistas de Educação, que agrega representantes de diversos estados.

Participou do Comitê Organizador da Conferência Nacional de Educação-CONAE-2010, etapa São Paulo, tendo sido eleita como delegada para representar os filiados em Brasília. O debate propiciado pela CONAE foi de extrema importância, pois dele resultou o Plano Nacional de Educação 2011/2020. Dentre os pontos principais destaque-se a defesa intransigente do Concurso Público para todos os cargos da carreira e a valorização dos especialistas da educação.

Por ocasião dos estudos para elaboração do novo plano de carreira no primeiro semestre de 2011, em parceria com as demais entidades do magistério, elaborou farto material distribuído em forma de Boletins para subsidiar os debates junto às Diretorias de Ensino, bem como encaminhou à Secretaria de Estado da Educação material contendo os principais pontos de interesse da categoria.

Do ponto de vista da administração eficiente, revitalizou as finanças do Sindicato, dosando investimentos necessários, despesas e receitas, mantendo as contas equilibradas, com saldo positivo, e  realizando melhorias na estrutura de atendimento aos filiados, como o aperfeiçoamento do site com a contratação de um servidor atualizado, agilização do departamento jurídico com a contratação de uma funcionária, entre outros. Nessa linha de melhoria dos serviços prestados, aprimorou os convênios existentes, principalmente o Plano de Saúde, bem como possibilitou a ampliação das parcerias, realizando, inclusive, palestras sobre saúde.

Essas ações, somadas ao ingresso por concurso público, resultou em significativo aumento do número de filiados e, no dia de hoje, o Sindicato conta com 3228 filiados.

 

11ª Presidente: 2011 a 2014 
Profª Neli Cordeiro de Miranda Ferreira

 

Diretoria APASE - Gestão 2011/2014

Diretoria Executiva: 
Neli Cordeiro de Miranda Ferreira - Diretor-Presidente
Maria Lúcia Lanza - Diretor 1º Vice-Presidente
Cargo vago  - Diretor 2º Vice-Presidente
Maria Conceição Macedo A. Ferreira de Paula - Diretor de Secretaria
Nereide de Miranda Marques Pereira - Diretor Geral de Finanças
Cargo vago - Diretor de Finanças
Cargo vago - Diretor de Organização Sindical
Aparecida Antonia Demambro - Diretor de Assuntos Educacionais
Maria Clara Paes Tobo - Diretor de Legislação e Normas
Maria José Antunes R. Rodrigues da Costa - Diretor de Comunicação
Vera Maria Rosa Zuffo Rossetti - Diretor de Cultura e Lazer
Suplentes da Diretoria Executiva: 
Eliene Bonetti, Luiz Augusto Olberg, Sonia Maria Busnardo Almeida Afastados:Albertina de Fátima Esteves Passos, Selma Denise Gaspar e Marco Aurélio Bugni

Conselho Fiscal: 
Vicente Diniz Filho - Presidente
Maria Inês Sani Franco 
Lourdes Gomes Macário 
Suplentes do Conselho Fiscal: 
Ivanilde E. Zamae, Elisabeth L. Gomes e Marcia S. de Novais

Conselho Deliberativo: 
Rosângela Aparecida Ferini V. Chede - Presidente 
Luis A. Nunes - Vice-Presidente
Irene M. Pantelidakis - Secretário

Conselheiros: 
Grande São Paulo - Centro:T-Alfredo Sérgio Ribas dos Santos, S-Wilson Alves Ferraz Sobrinho;Centro-Oeste:T-Flávia Geni Zeraik, S-Dilma Terezinha Rodrigues Franchi;Centro-Sul:T-Maria do Carmo Rodrigues Del Bianco Pedroso, S-Maria Alice Rosmaninho Perez;Leste 1:T-Gisele Kemp Galdino Dantas, S-Lucilia Ap. de Freitas Costa;Leste 2:T-Fátima Regina Preti, S-Neuci do Carmo Daniel Azevedo;Leste 3:T-Alice Venchiarutti, S-Vânia Margarete Knopf;Leste 4:T-Tânia Maria Gomes Stocco, S-Luís Alberto Alves;Leste 5: T-Rodolpho Marques Filho, S-Ivany Theodósio Lérco Flygare;Norte 1: T-Maria Cecília Soares da Anunciação, S-Norma Sueli Ghiraldi Paladini;Norte 2:T-Robinson Felix Augusto de Oliveira, S-Joana Vera Simacek Paulesini;Sul 1:T-Diego Antonio Arsenio Brea Fernandez, S-Célia Regina Martinatti;Sul 2:T-Francisca Alves de Lima, S-Rita de Cássia Pérez Monteiro; Sul 3:T-Eliana Pahim Martins Gomes, S-Francisco Fernandes Campos;Caieiras:T-Alcides Domingues, S-Ana Maria Cesário Moraes;Carapicuíba: T-Benedito Vieira; Diadema:T-Elisa Sonoe de Avila Ono, S-Maria Lucia Franco Florentino; Guarulhos Norte:T-Alexandre de Paula Franco, S-Marisa Regina de Camargo Semansin;Guarulhos-Sul:T-Maria Angélica Onoda, S-Valdete Estevinho Rinaldi;Itapecerica da Serra:T-Ives Banqueri da Silva;Itapevi:T-Regina de Fátima Ponciano, S-Jurandir Monteiro de Souza;Itaquaquecetuba:T-José da Conceição Nogueira, S-Juarez Bernardino de Oliveira; Mauá: T-Maria do Carmo Santana Alves, S-; Mogi das Cruzes: T-Araci Nunes Camargo, S-Teresinha Cristina Alves da Silva; Osasco: T-Irene Machado Pantelidakis; Santo André: T-Ana Maria Bôa Ventura Fabian, S-Maria Antonia de Oliveira Vedovato; São Bernardo do Campo: T-Luis Amauri Caratin, S-Helenir Marossi Georgetti; Suzano: T-Marco Antonio de Carvalho, S-Iracema Costa da Silva Mariano; Taboão da Serra: T-Graciete Galvão de Paula Leite, S-Mirna Elisa Bonazzi.

Interior - Adamantina: T-Anita Alcoba Montialli, S-Maria da Penha Oliveira Schuindt; Americana: T-Luis Antonio Nunes, S-Célia Maria Benati Veríssimo;Andradina: T-Maria de Fátima Moises Tobal; Apiaí: T-Carla Ceriani, S-Denise das Neves Rodrigues; Araçatuba: T-Jane Fátima Paiva Furtado Bedran de Castro, S-Faustina Amorim da Silva; Araraquara: T-Marli Aparecida da Silva Viçoti, S-Maria Auxiliadora Pinto Schiavone; Assis: T-Marlene Aparecida Barchi Dib, S-Rosinei Cristina Ribeiro Victor Alves; Avaré: T-(...); Barretos: T-Sandra Sueli de Castro Lacerda, S-Cleuvanir Aparecida Tojeira Firmino Carlos; Bauru:T-Maria Manoela Maschietto Brito, S-Maristela Bárbara Rodrigues de Lima;Birigui: T-Vera Marcia Saes Coghi, S-Fátima Aparecida Palotti Polizel;Botucatu: T-Maria Nazareth Gonçalves, S-Regina Littério de Bastos Ferrari;Bragança Paulista: T-Rosangela Aparecida Ferini Vargas Chede, S-Elenira Martins Sanches Garcia; Campinas-Leste: T-Corintha Aimbiré de Moraes Santos Batista Carlos; Campinas-Oeste: T-Clarete Paranhos da Silva, S-Maria de Jesus Ferreira Martins Taveira da Gama; Capivari: T-Célia Regina Teixeira Marcozo, S-Benedita do Carmo Batista; Caraguatatuba: T-Maria de Lourdes Pace de Barros; Catanduva: T-Rita de Cássia Baldan Batista, S-; Fernandópolis: T-Rosângela Caparroz Garcia; Franca: T-Sônia Lúcia da Silva Rodrigues, S-Aurélio Luis da Silva; Guaratinguetá: T-Terezinha Maria de Souza Alves Nunes, S-Nice Hornburg da Silva Sampaio; Itapetininga: T-Elídia Vicentina de Jesus Ribeiro, S-Telma Elizabete de Moraes; Itapeva: T-Maria Alcione Marques da Silva Batista;Itararé: T-Maria Aparecida da Rocha, S-José Maria Ferreira; Itu: T-Rita de Cássia Kühne Império, S-Maria Cristina Urban Telles de Menezes; Jaboticabal: T-Maria Dalva Bertani de Freitas, S-Edna Apparecida Soares de Carvalho; Jacareí:T-Benedita Raimunda da Silva, S-Elsa Pereira Timoteo; Jales: T-João Luiz Sene, S-Errivaine Aparecida Ferreira; Jaú: T-Silvana Regina da Cruz Bueno Ribeiro Branco, S-Maria Medianeira de Almeida Pacheco Fraga; José Bonifácio: T-Célia Aparecida Mendes Machado, S-Maria Aparecida Laureano Buzato; Jundiaí: T-Rosaura Aparecida de Almeida; Limeira: T-Heide Lambertucci; Lins: T-Ana Lúcia Zanotte, S-Luciene Pereira Paiva Marchioreto; Marília: T-Maria Regina Pereira de Araújo, S-Rosa Virgínia Muff Machado; Miracatu: T-Lourdes Maria Baptista da Costa Silva; Mirante do Paranapanema: T-Marisa Bezerra de Melo, S-Joceli Sevilha Gonçalves Barbeto; Mogi Mirim: T-Josimeire Ricardo da Rocha, S-Sueli Mara Scarin Barzon; Ourinhos: T-Edson Machado, S-Ednéia de Fátima Evangelista; Penápolis: T-Zilce Aparecida Maciel, S-Vania Maria Soares;Pindamonhagaba: T-Ailton José Agostini, S-Maria de Fátima Ribas; Piracicaba:T-Luiz Carlos Marconi, S-Fabiana Furlanetto de Oliveira; Piraju: T-Margareti de Fátima Quinteiro Carneiro da Silva; Pirassununga: T-Marta de Fátima Silva Forsan, S-Elaine Tivelli; Presidente Prudente: T-Dorlei Aparecida Maurício Geremias, S-Maria Camilo da Silva; Registro: T-Alencar Neves Gato, S-Eugênio Dodecézino Berto; Ribeirão Preto: T-Ana Cláudia Sampaio dos Santos Ribeiro;Santo Anastácio: T-Luciene Pereira Barreto, S-Antônia dos Santos; Santos: T-Irene Weller de Holanda, S-Sandra Faria Fernandes; São Carlos: T-Leila Leane Lopes Leal, S-Aparecida Fátima Martins da Silva; São João da Boa Vista: T-Helena Leal Sampaio Delbin, S-José Milton Pavani Parolin; São Joaquim da Barra: T-Eduardo Aparecido Ambrozeto, S-Kenia Colombo Colmanetti; São José do Rio Preto: T-Cleusa Maria Alves Ribeiro, S-Márcia Rita Mesquita Ferraz de Arruda; São José dos Campos: T-Sheila Roberti Pereira da Silva, S-Luz Heli Maria de Paiva Oliveira; São Roque: T-Catarina da Penha de Albuquerque Quadros Altieri; São Vicente: T-Ariadeney Valente Ferreira, S-Evelyn Soares Urquieta; Sertãozinho: T-; Sorocaba: T-Rosangela Quequetto de Andrade Arcos, S-Helena Aparecida de Lima; Sumaré: T-Marisa Cortez Rangel, S-Marcos Fortes de Bastos; Taquaritinga: T-Chelsea Maria de Campos Martins, S-Simone Andrela; Taubaté: T-Míriam Martins Inácio, S-Adriana Benedita Soares de Lima;Tupã: T-Marilza Andrêo Corrêa Emed; Votorantim: T-Evelize Assunta Padovani Monteiro; Votuporanga: T-Nelson Valdo Moreira.

 

12ª Presidente: 2014 a 2017 
Profª Rosângela Aparecida Ferini Vargas Chede

 Rosângela Aparecida Ferini Vargas Chede - Diretora-Presidente

Diretoria APASE - Gestão 2014-2017

 

 

Diretoria Executiva:

Rosângela Aparecida Ferini Vargas Chede - Diretor-Presidente
Gisele Kemp Galdino Dantas - Diretor Vice-Presidente
Carmen Sílvia Bueno de Oliveira - Diretor de Secretaria
Aparecida Antonia Demambro - Diretor Geral de Finanças
Luís Antonio Nunes - Diretor de Organização Sindical
Rosaura Aparecida de Almeida - Diretor de Ass. Educ. e Legislação
Maria José dos Santos - Diretor de Comunicação, Cultura e Lazer
Diretoria Executiva readequada nos termos do Estatuto APASE (Assembleia Geral Extraordinária Deliberativa de 29/09/2014)

 

Conselho Fiscal:

Lourdes Gomes Macário - Presidente
Tânia Maria Gomes Stocco e Maria Lúcia Lanza

 

Suplentes do Conselho Fiscal:

Eliette Lucas, Gilberto Venturin e Alice Maria Gerolamo Gonçalves

 

Conselho Deliberativo:

Maria Antonia de Oliveira Vedovato - Presidente
Edson Machado - Vice-Presidente
Maria Regina Pereira de Araújo - Secretário

 

Conselheiros:

Grande São Paulo - Centro: T-; Centro-Oeste: T-Nereide de Miranda Marques Pereira, S-Valter Dias Lopes; Centro-Sul: T-Maria do Carmo Rodrigues Del Bianco Pedroso, S-Maria Elza Paiva de Assis; Leste 1: T-Eliana Albarrans Leite; Leste 2: T-; Leste 3: T-; Leste 4: T-Vânia Margarete Knopf, S-Denise Gorgatti; Leste 5: T-Adalberto Magalhães de Lima, S-Maristela Quintiliano Gomes; Norte 1: T-Maria Cecília Soares da Anunciação; Norte 2: T-; Sul 1: T-Diego Antonio Arsenio Brea Fernandez, S-Lilian Sargaço Richter; Sul 2: T-Bernadete Aparecida Pereira Godoi, S-Rita de Cássia Pérez Monteiro; Sul 3: T-Eliana Pahim Martins Gomes, S-Ismael de Jesus Morales; Caieiras: T-Ana Maria Cesário Moraes, S-Marcia Maria Vieira da Maia da Silva; Carapicuíba: T-Benedito Vieira, S-Cleunice dos Santos Benedetti; Diadema: T-Elisa Sonoe de Avila Ono; Guarulhos Norte: T-Maria de Fátima Colaço C. de Andrade; Guarulhos Sul: T-Valdete Estevinho Rinaldi, S-Carlos Alberto Janoni; Itapecerica da Serra: T-Perla Paulo Peres; Itapevi: T-Regina de Fátima Ponciano; Itaquaquecetuba: T-José da Conceição Nogueira, S-Juarez Bernardino de Oliveira; Mauá: T-Maria do Carmo Santana Alves; Mogi das Cruzes: T-Arminda Regina Araujo, S-Teresinha Cristina Alves da Silva; Osasco: T-Irene Machado Pantelidakis; Santo André: T-Maria Antonia de Oliveira Vedovato, S-Marisson Pedro Camargo; São Bernardo do Campo: T-; Suzano: T-Marco Antonio de Carvalho; Taboão da Serra: T-Graciete Galvão de Paula Leite, S-Mirna Elisa Bonazzi.

Interior Adamantina: T-Anita Alcoba Montialli, S-Maria da Penha Oliveira Schuindt; Americana: T-Jairo de Carvalho; Andradina: T-Silvana Margarete Cortelasse da S. Benvenuto; Apiaí: T-Carla Ceriani; Araçatuba: T-Sonia Maria Paro Ribeiro, S-Jane Fátima Paiva Furtado Bedran de Castro; Araraquara:  T-Regina Helena Moraes; Assis: T-Rosinei Cristina Ribeiro Victor Alves, S-Marlene Aparecida Barchi Dib;Avaré:  T-; Barretos: T-Sandra Sueli de Castro, S-Cleuvanir Aparecida Tojeira; Bauru: T-Maria Manoela Maschietto Brito, S-Érica Cristina de Bessa Nakano; Birigui: T-Valéria Cristina Galdeano Rueda; Botucatu: T-; Bragança Paulista: T-Elenira Martins Sanches Garcia;Campinas-Leste: T-Andrea Maria Biondo; Campinas-Oeste: T-Maria do Carmo Goes da Costa, S-Deborah Dias Souza; Capivari: T-Benedita do Carmo Batista; Caraguatatuba: T-Solange Cristina Prado de Barros; Catanduva: T-Simone Andrela, S-Maria Glailva Milfont Moreira;Fernandópolis: T-Rosângela Caparroz Garcia; Franca: T-Hugo César Tasso, S-Sônia Lúcia da Silva Rodrigues; Guaratinguetá: T-Ana Flávia Andrade Coelho, S-Júlio César Machado Ramalho; Itapetininga: T-Cláudia Maria Brochieri Machado Ramos, S-Iracema do Carmo Soares Vieira de Paula; Itapeva: T-Neli Cordeiro de Miranda Ferreira; Itararé: T-Maria Aparecida da Rocha, S-Aneor Peres Gusmão; Itu: T-Rita de Cássia Kühne Império; Jaboticabal: T-Maria Dalva Bertani de Freitas, S-Edna Apparecida Soares de Carvalho; Jacareí:  T-; Jales: T-Maria Aparecida Sanches Cardoso Neves, S-João Luiz Sene; Jaú: T-Maria Medianeira de Almeida Pacheco Fraga, S-Silvana Regina da Cruz Bueno Ribeiro Branco; José Bonifácio: T-Maria Aparecida Laureano Buzato; Jundiaí: T-Lia Mara Pegonetti, S-Ana Maria de Mattos Oliveira; Limeira: T-; Lins: T-; Marília: T-Maria Regina Pereira de Araújo; Miracatu: T-; Mirante do Paranapanema: T-Marisa Bezerra de Melo, S-Joceli Sevilha Gonçalves Barbeto; Mogi Mirim: T-Denise Camargo Gomide; Ourinhos: T-Edson Machado, S-Sonia Maria Bertozzi Bernardo; Penápolis: T-João da Silva Barbosa; Pindamonhagaba: T-Ailton José Agostini, S-Maria de Fátima Ribas; Piracicaba: T-Luiz Carlos Marconi; Piraju: T-Sandra de Fátima Tavares Rodrigues Tonon; Pirassununga: T-Marta de Fátima Silva Forsan; Presidente Prudente: T-Clóvis de Almeida, S-Dorlei Aparecida Maurício Geremias; Registro: T-Alencar Neves Gato, S-Selma de Araujo Torres Omuro;Ribeirão Preto: T-Ana Cláudia Sampaio dos Santos Ribeiro; Santo Anastácio: T-Antônia dos Santos; Santos: T-Dulce Regina de Carvalho Ceneviva; São Carlos: T-Leila Leane Lopes Leal, S-Aparecida Fátima Martins da Silva; São João da Boa Vista: T-Helena Leal Sampaio Delbin; São Joaquim da Barra: T-Maria Conceição Macedo Alves F. de Paula, S-Eduardo Aparecido Ambrozeto; São José do Rio Preto: T-Cleusa Maria Alves Ribeiro, S-Maria Teresa Abinagem; São José dos Campos: T-Roseli Terra Oliveira Costa; São Roque: T-Antonio Luis de Quadros Altieri; São Vicente: T-Ariadeney Valente Ferreira, S-Evelyn Soares Urquieta; Sertãozinho: T-; Sorocaba: T-Maria José Antunes Rocha Rodrigues da Costa; Sumaré: T-Marcos Fortes de Bastos; Taquaritinga: T-Gláucia Bertelli Reis, S-Chelsea Maria de Campos Martins; Taubaté: T-Adriana Benedita Soares de Lima; Tupã: T-Rosangela Ruiz Gomes; Votorantim: T-Marisa Cortez Rangel, S-Evelize Assunta Padovani Monteiro; Votuporanga: T-Marli Aparecida da Silva Viçoti.


Discurso de Posse

Junho 2014

Outros Tempos, Novos Rumos: uma gestão compartilhada

O Sindicato-APASE vive nesta tarde, mais um marco histórico em sua trajetória de práticas participativas e democráticas a favor da Educação pública - estatal, laica e gratuita para todos e todas. Educação que para nós é, ao mesmo tempo, direito social e dever do Estado.

E o Sindicato-APASE, ao longo da história, ocupa lugar de destaque nessa bandeira por compromissar-se, desde seu início, com as demandas sociais e educacionais, sendo o interlocutor legítimo no sistema de ensino intermediário, as reivindicações da base com os diferentes órgãos e instâncias de governo, na defesa de uma escola que promova efetivamente o ensino e a aprendizagem.  

O pleito eleitoral, consignado em 28 de abril de 2014, acenou para Outros Tempos, Novos Rumos, após um processo de debates e reflexões a respeito das perspectivas sindicais para o triênio 2014-2017. Registre-se. Pela primeira vez, duas chapas participaram do processo, acenando para transformações.

Igualmente, os últimos indicadores das avaliações institucionais e as precariedades a que estão submetidos os trabalhadores da carreira do magistério na atualidade, indicam a necessidade de transformações e a configuração de um novo conjunto de políticas públicas que promovam a tão almejada educação de qualidade para o Estado de São Paulo e quiçá do Brasil, retomando o papel de vanguarda deste Estado.

Para as transformações necessárias há que se destacar a importância da união entre as entidades representativas do magistério. Apesar de nossas especificidades não percamos o horizonte maior de uma militância voltada para a democratização do ensino e a emancipação social, na qual a articulação representa o fortalecimento de nossa luta, superando as fragmentações que dividem e desmobilizam nossa classe.

Nessa perspectiva cabe lembrar Souza Santos1 ao afirmar que, “devemos lutar pela igualdade quando a diferença nos inferioriza e lutar pela diferença quando a igualdade nos descaracteriza.”

Desta forma, organicamente, é que entendemos o caminhar das entidades do magistério.

Nesse processo as autoridades ocupam o locus institucional privilegiado da tomada de decisões. Esperamos, entretanto, que nossas autoridades estejam sensíveis ao diálogo e às demandas que emergem das bases, quais sejam, condições dignas de trabalho.

Estas condições, por sua vez, perpassam desde as melhorias salariais até a aposentadoria especial aos especialistas em educação; fim da política de gratificações e bonificações já exauridas em sistemas internacionais que as implantaram; paridade entre ativos e aposentados; a construção de um currículo voltado para avanços do ensino aprendizagem; um plano de carreira que valorize o magistério e que promova o interesse e a permanência dos profissionais na rede pública estadual de São Paulo e que garanta a supervisão de sistema como função de estado, entre outras tantas.   

Agora, gostaria de me dirigir especialmente aos supervisores e supervisoras. Trabalhadores que, apesar das adversidades, velam incessantemente pelas garantias voltadas para a democratização do ensino e garantia do acervo histórico-cultural da humanidade a todas as crianças, jovens e adultos.

Segundo Luckesi2, “o que seremos amanhã depende, não só da análise crítica que hoje façamos do nosso passado, como principalmente do projeto e compromisso da história que hoje queremos construir”!

A Diretoria do Sindicato-APASE Outros Tempos, Novos Rumos convida cada supervisor e supervisora a implementar conosco este Projeto, apresentado durante a campanha eleitoral, com várias propostas que agora, na posse, transformam-se em referencial para nossa agenda.

Dentre os princípios apontados em nossa campanha, hoje assumimos, solenemente, e reiteramos nosso compromisso com:

1) A concepção de Supervisão de Sistema.

2) A defesa do cargo de Supervisor de Ensino, como Carreira de Estado, provido exclusivamente por concurso de provas e títulos, parte integrante da Carreira do Quadro do Magistério (QM), com regime de aposentadoria especial.

3) O repúdio à política salarial, assentada na meritocracia, bônus, gratificações e exclusão dos aposentados.

4) A defesa por uma política salarial que respeite a data-base, que alcance a aposentadoria, com abertura de canais de negociação com as entidades representativas.

5) A Implementação da gestão compartilhada, com manutenção dos princípios e teses do Sindicato-APASE e articulada, de fato, com as demais Entidades do Magistério.

6) Enfim, uma ação sindical que contemple, entre outras:

. ações nas diversas regiões do Estado, reforçando a orientação, formação e o salutar contato com a base;

. o respeito às instâncias deliberativas do Sindicato;

. a formação continuada, pela oferta de Sessões de Estudo, Fóruns e Congressos; e, principalmente,

. a construção de uma agenda sindical independente da SE.

Com a exposição destes princípios e compromissos iniciais, conclamamos todos os Supervisores e Supervisoras de Ensino da rede pública estadual paulista a participarem conosco deste momento histórico de nosso Sindicato.

A participarem, efetivamente, do projeto que reflete uma concepção, como já afirmamos, voltada para a emancipação social.

Que o debate, o diálogo, o respeito, a mediação,  sejam nossas constantes e contribuam, efetivamente, para o fortalecimento dos Supervisores e Supervisoras de Ensino e, consequentemente, do nosso Sindicato-APASE.

A mudança está posta. Contamos com cada um de vocês neste novo projeto! E que Deus nos abençoe com serenidade, sabedoria e discernimento nesta caminhada. Paz e bem a todos e a todas.

Rosângela Aparecida Ferini Vargas Chede - Diretora-Presidente APASE

 

1SOUZA SANTOS, Boaventura de. Para um novo senso comum: a ciência, o direito e a política na transição paradigmática - 4.e. - São Paulo: Cortez, 2002.

2LUCKESI, Cipriano Carlos. Fazer Universidade: uma proposta metodológica - 6.e. - São Paulo: Cortez, 1991.

 

  

APASE - Sindicato dos Supervisores de Ensino do Magistério Oficial no Estado de São Paulo
Rua do Arouche - 23 - 1° Andar - CEP 01219-001 - SP - São Paulo - Telefone - (11) 3337 6895