APASE - Sindicato dos Supervisores de Ensino do Magistério Oficial no Estado de São Paulo

Notícia

02/01/2017

Mais um ano se inicia!

Palavra da Presidente - Edição jan./2017 - Jornal APASE

  

E, me permitam, neste mês de janeiro, não falar da crise tampouco dos problemas e dificuldades cotidianos. Permitam-me falar daquilo em que acredito, daquilo que nos move e aproxima: nossa humanidade!


O começo de cada novo ano revela-se em tempo de projetar expectativas, sonhos, enfim, nossas esperanças!
Além de arquitetar nosso futuro, aproveitamos este tempo para renovar nossas crenças e valores!


E, neste sentido, nada melhor do que explicitar tudo aquilo em que acreditamos e desejamos para nosso 2017!
Assim, digo que acredito num mundo (em um País e Estado!) com uma educação que realmente promova o bem maior para nossas crianças e jovens, qual seja, nossa Humanidade.


Acredito que, neste ano, as políticas públicas realmente se voltem para a valorização do magistério (professor, diretor, supervisor e demais agentes que participam do processo educacional – desde a escola até os órgãos centrais). Não podemos pensar em qualidade sem pensar no seu principal agente – o aluno. Não podemos pensar o processo educacional sem pensar nos sujeitos que fazem parte deste.


Acredito no poder transformador de cada ser humano e, mais ainda, no poder transformador de uma coletividade; que a união entre os profissionais do magistério possa promover mudanças significativas a favor do bem-comum.


E estas mudanças não serão garantidas por meio de insumos, mas sim a partir do humano, do olhar que veja o outro, que se sensibilize com a necessidade do outro, com um olhar que se aperceba da existência do outro.


Necessitamos de melhores salários, mas também que nos vejam e ouçam, que atentem para nossas indicações de mudança na estrutura do sistema de ensino. Não precisamos de políticas mirabolantes pensadas fora do sistema educacional.


Acredito em políticas orgânicas que entendam as necessidades e especificidades das nossas escolas, de políticas que contemplem as características dos profissionais nas diferentes regiões do Estado, das distintas formações decorrentes, de políticas curriculares voltadas para a formação integral do ser humano, considerando suas diferentes dimensões e assim voltadas ao atendimento das necessidades dos nossos alunos e da construção de uma sociedade emancipada.


Porém, para tudo isso, acredito e desejo que o processo seja pensado conjuntamente – órgãos centrais, diretorias, escolas, comunidade – de forma organizada e articulada com todos os sujeitos que fazem parte desse projeto.


Acredito que, a partir do resgate e da valorização do humano, da prioridade dessas relações sociais, essência do processo educacional e de nossa existência, priorizando a participação de todos os agentes envolvidos, encontraremos novas alternativas para a efetiva promoção da qualidade educacional!


Que nossas crenças e desejos se materializem em 2017 por meio de ações centradas em nossa humanidade!
E por fim, como canta Ivan Lins:


No novo tempo, apesar dos castigos
Estamos crescidos, estamos atentos,
estamos mais vivos, pra nos socorrer (...)
Estamos em cena, estamos nas ruas,
quebrando as algemas, pra nos socorrer (...)
No novo tempo, apesar dos perigos
A gente se encontra cantando na praça,
fazendo pirraça, pra sobreviver (...)
Pra que nossa esperança
seja mais que a vingança
Seja sempre um caminho
que se deixa de herança!


Rosângela Ap. Ferini Vargas Chede, Diretora-Presidente

Palavra do Presidente

Palavra do Presidente anteriores

Últimas Notícias


Notícias anteriores

APASE - Sindicato dos Supervisores de Ensino do Magistério Oficial no Estado de São Paulo
Rua do Arouche - 23 - 1° Andar - CEP 01219-001 - SP - São Paulo - Telefone - (11) 3337 6895