APASE - Sindicato dos Supervisores de Ensino do Magistério Oficial no Estado de São Paulo

Notícia

05/06/2017

Iniciamos mais uma gestão à frente da Entidade!

Palavra da Presidente - Edição junho/2017 - Jornal APASE - Discurso de Posse Junho 2017

  

Durante o triênio de nossa primeira gestão, buscamos resgatar a união da categoria, de forma orgânica e articulada, com visitas às Diretorias de Ensino, ouvindo e nos aproximando de nossos pares que, normalmente, não possuem disponibilidade de estarem em nossa sede. Desta forma, pudemos conhecer as demandas locais e reais desses supervisores e integrá-los na luta por uma educação com qualidade social e em defesa da supervisão de sistema.

 

No processo de mobilização e luta implementamos vários eventos e insistentemente, cobramos do Governo melhores condições de trabalho e salário, bem como a realização do concurso público, que chegou a ser sinalizado pelo Secretário de Educação à época. Passamos a ser vistos pelo Governo e nossas reivindicações a fazer parte da agenda política e constatamos que há muito por fazer em prol da categoria, que está motivada a lutar ainda mais!

 

Assim, contamos nesta nova fase com a presença de outros membros, principalmente de Aposentados, que vieram compor a Diretoria e trazer mais força e trabalho ao processo de condução da entidade.

 

É extremamente gratificante ver que a luta não é solitária, mas conta com o apoio dos colegas, ainda que tenhamos consciência dos desafios que despontam.

 

Obrigada a todos que nos apoiaram, que confiaram e acreditaram que podíamos fazer a diferença, tanto na primeira eleição, quanto na reeleição cuja responsabilidade é em dobro.

 

É certo que os últimos anos não foram fáceis! Encontramo-nos sem reajustes e sem recomposição salarial há três anos. Além de nossa pauta de reivindicações apontamos para a necessidade do Governo priorizar a educação em suas políticas!

 

E enfatizamos a importância que a Educação ocupa para a construção de um projeto de sociedade mais justa e igualitária, com sujeitos emancipados, conscientes de seu tempo e prontos para intervir e transformar a realidade.

 

Para esta nova realidade, insistimos na necessidade de ruptura com práticas gerenciais voltadas para o cumprimento de metas e resultados, pautadas por uma agenda empresarial, e pensadas, grosso modo, por instâncias alheias à educação, desconectadas da realidade e do sistema de ensino paulista e o pior, com características altamente desumanizadoras.

 

E salientamos que, neste momento, o Supervisor aposentado, mais do que ninguém, sentiu em sua própria existência o peso das proclamadas políticas de cortes, de contingenciamento, de austeridade na gestão dos gastos públicos, dentre tantas outras.

 

Se vivemos um período de crise, como constantemente anunciado pela mídia, com diminuição de arrecadação de impostos, alta na taxa de desemprego, recessão econômica, tudo isso não pode ser motivo para suprimir direito constitucionalmente garantido que é o direito de ter revisão salarial. A crise não pode refletir no magistério paulista. E isso, insistentemente cobramos do Governo, pois, apesar da queda de arrecadação, a rentabilidade em nosso país foi ampliada e os serviços da dívida pública estrangulam o orçamento da Federação.

 

Todo este contexto torna ainda mais difícil a existência para nós que, diuturnamente, desempenhamos nossas funções em prol da educação, diante do quadro de reformas (previdenciária, trabalhista, do ensino médio entre outras) intentadas por um Governo e um Parlamento, padecedores de uma égide de legitimidade moral, ética e até mesmo de representatividade para a implementação de tais reformas.

 

Sob esta conjuntura, de muitas frentes de luta a serem enfrentadas é que nossa Diretoria foi reeleita. Mesmo diante de um cenário desfavorável para o Sindicato manter e ampliar suas conquistas, a base da categoria reconheceu a dedicação maior empreendida pelos membros da diretoria em nossa gestão que priorizou, estendeu e zelou pela Participação e voz de todas as regiões representadas no Conselho Deliberativo. A União fez a diferença nesta caminhada de fortalecimento do coletivo.

 

Os momentos de formação (tanto para o cotidiano quanto para a militância), com o devido aporte no orçamento Apase visaram à garantia de condições materiais para a participação individual nas reuniões deliberativas e decisórias da entidade.

 

Por fim, enfatizamos que encontrar espaços e garantias para promoção da práxis social e emancipação dos sujeitos, em tempos de tentativa do silenciamento de nossas consciências ou pior, de imposições de um padrão comum de pensar, rasteiro e alienante, que descaracterizam a humanidade e dividem pessoas como se coisas o fossem, despontam como necessidades prementes da nossa gestão.

 

Para atendê-las, a Diretoria – Outros Tempos, Novos rumos: Participação e União - renova o seu compromisso e desafio maior: promover a gestão compartilhada no Sindicato Apase. E convida a cada um de vocês, como disse Ghandi, a “ser a mudança que deseja no mundo”.

 

Ressaltamos que esta gestão se concretiza no momento em que as diferenças dialogam dentro do mesmo espaço; se concretiza quando aposentados e ativos complementam as teses defendidas pela entidade e demonstram o quanto o encontro de gerações promove avanços e consolidam valores humanos consagrados historicamente, como o respeito, a solidariedade, a alteridade e tolerância a favor de uma causa comum; se concretiza quando as várias vozes podem ecoar e serem ouvidas sem censura ou intimidações; enfim, se concretiza quando o individual integra dialeticamente o coletivo que participa de forma ativa e, não somente dos momentos consultivos, mas sobretudo das decisões tomadas para o desenvolvimento das ações prioritárias do Sindicato.

 

Finalizo conclamando a todos e a todas para refletirem sobre a nossa responsabilidade na construção de uma educação emancipadora. E dizer da minha crença em uma sociedade melhor, ética e justa.

 

Santo Agostinho nos instiga... “Milagres não são contrários à natureza, mas apenas contrários ao que entendemos da natureza”! Paz e Bem!

Rosângela Aparecida Ferini Vargas Chede - Diretora-Presidente APASE

Palavra do Presidente

Palavra do Presidente anteriores

Últimas Notícias


Notícias anteriores

APASE - Sindicato dos Supervisores de Ensino do Magistério Oficial no Estado de São Paulo
Rua do Arouche - 23 - 1° Andar - CEP 01219-001 - SP - São Paulo - Telefone - (11) 3337 6895